RIOCARD: 700 MIL DEVEM REVALIDAR CARTÃO

17 06 2008

Madalena Romeo – “O Dia”
Estudantes da rede pública precisam levar seu passe a um dos 40 ônibus estacionados na cidade do Rio

Rio – A partir da próxima segunda-feira, mais de 700 mil estudantes de escolas públicas municipais, estaduais e federais da cidade do Rio precisarão revalidar seus cartões RioCard Escolar para garantir a gratuidade nos ônibus. Os cartões que não forem revalidados deixarão de funcionar no dia 31 de julho. O Sindicato das Empresas de Ônibus do Rio (Rio Ônibus) vai instalar 40 pontos de revalidação pela cidade, que funcionarão das 7h às 19h, em ônibus parados e identificados com faixas. O aluno deverá comparecer pessoalmente a um dos pontos, seguindo as datas de acordo com a letra inicial de seu primeiro nome. Os responsáveis por estudantes menores de 10 anos precisam levar as crianças. “O processo é muito fácil e rápido. Gasta menos de cinco minutos. Basta passar o cartão no aparelho”, explica Denise Navegantes, coordenadora de Marketing do Rio Ônibus. Não é obrigatório ir ao posto mais próximo da escola ou da residência. O estudante poderá escolher qualquer um dos 40 pontos. “Para dar mais conforto e evitar tumultos, pedimos que respeitem as datas”, diz Navegantes. Quem perder o dia terá uma segunda chance e poderá revalidar o cartão de 10 a 12 de julho.
O RioCard passará a valer até 31 de julho de 2009. A revalidação será feita todos os anos. Idosos e portadores de necessidades especiais também serão convocados ainda este ano. De acordo com o Rio Ônibus, a revalidação já estava prevista desde o início da implantação da bilhetagem eletrônica. “Esperamos, no entanto, consolidar a nova tecnologia para aplicar a revalidação”, explica Navegantes.
FAETEC: PASSE DE GRATUIDADE RESTRITO
O sonho de se reciclar e arranjar um emprego dos alunos do Ensino Profissionalizante da Faetec está comprometido. Desde o início do ano letivo, o cartão RioCard de mais de mil alunos foi suspenso. De acordo com os estudantes, a evasão escolar desde então tem aumentado. Na Escola Herbert Daniel de Souza, em Quintino, a turma de Patologia começou com 60 alunos, mas hoje só tem 16. Os estudantes reivindicam que a lei seja estendida à educação profissionalizante. O Rio Ônibus informa que a lei prevê gratuidade nos transportes públicos somente para estudantes do Ensino Fundamental e Médio da rede pública. O RioCard foi suspenso após o cadastramento passar a acontecer diretamente nos postos do Rio Ônibus, em vez de nas próprias unidades escolares. Alunos do Ensino Médio-Profissionalizante, que cursam o Ensino Médio junto com matérias técnicas específicas, têm o direito garantido. Há dois meses, a estudante Maria Rilez, 51 anos, abandonou o curso técnico em Patologia, em Quintino, por falta de dinheiro para pagar a passagem. “Doeu muito. Gosto muito de estudar”, diz ela.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: