ALUNO ACUSA PROFESSORA POR FRATURA EXPOSTA APÓS DISCUSSÃO

10 06 2008

EPTV

 

SÃO PAULO – A polícia de Porto Ferreira, a 227 quilômetros da capital, abriu inquérito para apurar como um adolescente de 13 anos sofreu fratura exposta nos dedos na escola onde estuda. A mão dele ficou presa na porta depois de ser impedido pela professora de entrar na sala de aula. O estudante ficou três dias internado e só foi liberado nesta segunda-feira. Ele teve fratura exposta em dois dedos da mão esquerda e teve de passar por cirurgia. Ele culpa a professora, que teria ficado irritada pelo atraso do estudante para a aula. – A professora não deixou eu entrar. Aí eu falei: “tá bom” e saí. A hora que eu fechei a porta, ela já bateu a porta com força e quebrou os dedos – afirma o estudante. O incidente foi na Escola Estadual Doutor Djalma Forjaz, no centro da cidade, onde ninguém quis dalar sobre o assunto. O pai do adolescente, o pedreiro Edson Moraes, disse que vai processar a escola e a professora. – Ele corre o risco de perder a ponta dos dois dedos. E mesmo que não perca vai ficar com seqüelas. Ele não vai ter mais aqueles movimentos que tinha antes – diz o pai. A secretaria estadual de Educação afirmou que o acidente foi provocado pelo próprio aluno, que teria fechado a porta e prensado o dedo, sem envolvimento da professora

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: