QUANDO A RELIGIÃO VIRA VENENO

21 04 2008

EUA: 416 crianças resgatadas de seita e reclamadas por pais submetidas a provas de DNA

Washington, 21 Abr (Lusa) – As 416 crianças e jovens que foram resgatadas recentemente de uma seita poligâmica no Texas, nos Estados Unidos, começaram hoje a submeter-se às provas de DNA que o tribunal ordenou para determinar a identidade dos pais. As autoridades esperam que as amostras, recolhidas em crianças e adultos, ajudem a clarificar a confusa relação familiar entre os membros da Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Últimos Dias. As crianças, que foram resgatadas a 04 de Abril, encontram-se sob custódia do Estado norte-americano mas os pais reclamam a sua entrega, o que torna o caso num dos maiores do género nos Estados Unidos. A juíza Barbara Walther ordenou as provas genéticas, cuja recolha poderá prolongar-se por três ou quatro dias, a pedido das autoridades estatais, que alegam que os membros da seita mudam constantemente os seus nomes, têm dificuldade em identificar os membros da sua família e, provavelmente, mentem sobre a sua idade. Quando terminar a recolha das provas de DNA, as autoridades do Texas começarão a relocalizar algumas das crianças que permanecem em centros de acolhimento e separará os menores de 4 anos das suas mães. O Ministério Público acusa os membros da Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Últimos Dias de promover o casamento entre menores e adultos e de obrigar as adolescentes a manterem relações sexuais. O Serviço de Proteção de Menores interveio considerando que as crianças sofriam de abusos sexuais ou corriam perigo iminente de vir a sofrê-los. As leis no Texas proíbem a poligamia e os casamentos de raparigas com menos de 16 anos. As crianças e jovens, entre os 6 meses e os 17 anos, estiveram inicialmente acompanhadas por mais de 130 mulheres que abandonaram voluntariamente o rancho da seita. A maioria das mães teve de abandonar, pouco depois, os seus filhos, por indicação das autoridades. Apenas as que tinham menores de 5 anos puderam ficar com eles. Na sexta-feira, o tribunal decidiu que as crianças ficam, para já, sob custódia do Estado, sendo ouvidas, em audiências individuais, até 05 de Junho. No grupo dos 416, incluem-se 130 menores de 4 anos e várias adolescentes grávidas. As autoridades resgataram os menores do rancho da seita depois de receberem várias chamadas de uma adolescente de 16 anos que alegava ter sido vítima de abusos físicos e sexuais e que a tinham obrigado a casar-se “espiritualmente” com um homem mais velho. Contudo, os membros da seita sustentam que a jovem da chamada não existe e não afastam a possibilidade de se tratar de uma brincadeira. Diversos documentos judiciais confirmam que as adolescentes foram obrigadas a casar-se “espiritualmente” com homens muito mais velhos.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: